Nesse artigo iremos descrever cada Categoria encontrada ao realizar lançamento de uma Despesa ou uma Receita. Para aprender a fazer esses registros, basta clicar nas palavras em verde.

O uso correto das categorias é fundamental para manter organizadas as contas da sua fazenda e conseguir visualizá-las da melhor forma.

A seguir explicaremos as categorias de uma nova despesa e depois de uma nova receita:

Despesas:

  • Administração: são despesas que não tem relação com produção agrícola, podem ser custos fixos que não tem nada relacionado às Safras. Exemplos: internet, assinatura Aegro, compra de bens de escritório;
  • Aviação: custos com aviação agrícola. Exemplo: aluguel de um avião para aplicação aérea;
  • Combustível: compra de combustíveis em geral para máquinas, veículos, pivôs... Exemplos: gasolina, óleo diesel;
  • Comercialização: custos relacionados às vendas. Exemplo: custo de armazenagem de produção para venda;
  • Compra de Animais: custos de animais comprados. Exemplos: compra de galinhas, vacas, porcos;
  • Compra de água: custo de uso ou compra de água;
  • Comunicação: gastos com telefonia fixa, móvel;
  • Depreciação de Benfeitorias: custos de desvalorização de benfeitorias;
  • Depreciação de Máquinas: custos de desvalorização das máquinas agrícolas. Exemplo: um trator que perde seu valor com o passar dos anos;
  • Despesas Diversas: despesas diversas não compreendidas pelas categorias existentes. Exemplos: plano de saúde, alimentação;
  • Despesas com Viagens: custos com viagens;
  • Encargos Financeiros: custos de encargos trabalhistas e juros bancárias em geral;
  • Energia Elétrica: gastos de luz da propriedade ou até da parte de produção agrícola;
  • Financiamento: podem ser empréstimos também, basicamente é algum dinheiro emprestado que está sendo pago;
  • Fretes: custos de transportes externos. Exemplos: entregas, remessas;
  • Insumos Agrícolas: gastos com defensivos, fertilizantes, sementes;
  • Insumos para Máquinas: gastos com itens que serão usados nas máquinas da propriedade.  Exemplo: óleos, correias, filtros;
  • Investimentos: gastos com investimentos que vão beneficiar sua produção ou sua propriedade. Exemplo: compra de uma máquina, compra de terrenos, aplicações financeiras;
  • Irrigação: gastos com a irrigação dos talhões;
  • Manutenção de Máquinas: custos de manutenção das máquinas agrícolas. Exemplo: gasto com troca de uma peça de máquina, balanceamento da máquina; 
  • Manutenção Gerais: custos de outras manutenções que não sejam de máquinas agrícolas;
  • Nutrição de Animais: gastos com alimentos ou insumos alimentícios para os animais da fazenda;
  • Outros custos de Máquinas: custos não compreendidos nas manutenções e nos insumos para máquinas. Exemplo: IPVA;
  • Outros Itens: custos com itens não compreendidos nas outras categorias. Exemplo: ferramentas, embalagens;
  • Produtos Veterinários: custos com remédios ou insumos farmacêuticos para os animais;
  • Pró-Labore: remuneração dos sócios ou proprietário das terras;
  • Salários: remuneração dos funcionários da fazenda;
  • Secagem: custos com secagem de grãos;
  • Serviços Terceirizados: gastos com a contratação de serviços executados por terceiros. Exemplo: serviços de limpeza, aluguel;
  • Taxas: custos de taxas, tributos especificamente;
  • Terra (Arrendamento): valor gasto em um arredamento de terra;
  • Transportes Internos: gastos envolvendo transportes realizados dentro da propriedades.

Receitas:

  • Outras Receitas: outras receitas não compreendidas pelas categorias abaixo;
  • Receitas Agrícolas: valor proveniente das vendas da sua produção;
  • Receitas Animais: valor proveniente das vendas dos animais da sua propriedade;
  • Receitas Estoque: valor proveniente das vendas de insumos no seu estoque.


Pronto, agora você já sabe o que significam as Categorias das contas do Aegro!

_________________________________________________________________

Caso continue com alguma dúvida é só entrar em contato conosco, estamos a disposição para ajudá-lo(a)!


Encontrou sua resposta?